Notícias AMPRS

Presidente da AMP/RS celebra o Dia do Jornalista em artigo no jornal Zero Hora

Publicado em 07-04-2021



Em artigo publicado nesta quarta-feira, 7 de abril, no jornal Zero Hora, o presidente da AMP/RS, João Ricardo Santos Tavares, aborda o Dia do Jornalista e destaca as semelhanças entre o trabalho da imprensa e a atuação do Ministério Público. Leia íntegra:

Ministério Público e a imprensa: unidos da defesa do interesse público

Neste 7 de abril comemora-se no Brasil, o “Dia do Jornalista”. A matéria-prima diária destes profissionais são os fatos que impactam diretamente a sociedade. Vivemos tempos de hiperconectividade e navegamos diariamente em um fluxo maciço de informações, vindas de todos os lados, verídicas e falsas. Mas o fato é que comunicar, levar informação a públicos tão diversos, dispersos e heterogêneos não é tarefa nada fácil. E os fatos precisam ser comunicados para que os cidadãos tenham acesso aos seus direitos, possam acompanhar a atuação das instituições e dos governos e tenham consciência de seus deveres para, com isto, exercer sua cidadania de forma plena.

O jornalismo, quando realizado com credibilidade, ética e transparência, é uma ferramenta de integração, instrução, instrumento de debates, de desenvolvimento e um dos principais pilares da democracia. Os profissionais de jornalismo enfrentam desafios complexos, exercitam o autocontrole e lidam com a eterna corrida contra o tempo. Tudo para repercutir informação de qualidade em uma fundamental prestação de serviço à comunidade. Mais do que relatar fatos, atuam como agentes de transformação social na construção de uma sociedade igualitária e justa. E é neste enfrentamento diário que se fortalecem, bem como a atuação do Ministério Público.  

Aliás, neste sentido, imprensa e Ministério Público trabalham para garantir direitos fundamentais, cada um em sua esfera de atuação, já que levar informação para a comunidade é tão importante quanto defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais e individuais. Por isto, o MPRS, em parceria com a Associação do Ministério Público (AMP/RS) e a Fundação Escola Superior do MP (FMP), promovem, todos os anos, um Prêmio de Jornalismo que já está em sua 22ª edição.

Em ambos os ofícios é preciso coragem e determinação para trabalhar em prol da defesa dos direitos do cidadão, no combate à corrupção, à impunidade e à criminalidade.

As instituições devem ter autonomia, liberdade e isenção porque são formadas por cidadãos que trabalham para garantir vidas dignas a outros cidadãos. Missão nobre e desafiadora. Parabéns a todos os profissionais de jornalismo pelo dia de hoje.