Notícias AMPRS

Assembleia Geral Ordinária da Mútua debate temas de interesse da classe

Publicado em 31-03-2021



Na manhã desta quarta-feira, 31 de março, a Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (AMP/RS) foi sede para a realização da Assembleia Geral Ordinária do Conselho Fiscal da Mútua do MP/RS.

Conduzida pelo presidente do Conselho, Odir Odilon Pinto da Silva, a reunião contou com a participação presencial do Diretor do Departamento da Mútua e Assistencial, Cezar Antonio Rigoni; do presidente da AMP/RS, João Ricardo Santos Tavares; e do vice-presidente dos Jubilados, Cláudio Barros Silva. Participaram por meio de videoconferência o conselheiro Gilmar Possa Maroneze e os suplentes Vicente Fontana Cardoso e Rodolfo Lippel, além do integrante do Conselho de Representantes da AMP/RS, Paulo Emilio J. Barbosa; do presidente da Fundação de Assistência à Saúde (FAS,) Cláudio Bonatto; e do procurador de Justiça aposentado e associado da Mútua, Afonso A. Konzen.

Na pauta da Assembleia, esteve a prestação de contas do período 2019/2021. Após o exame dos documentos e extratos bancários pertinentes, as contas foram aprovadas. Na oportunidade, o atual Conselho Fiscal foi reconduzido, por unanimidade, para 2021/2023. A composição do Conselho segue com os titulares Odir Odilon Pinto da Silva (presidente), Loreno Luiz Zambonin e Gilmar Possa Maroneze. Rodolfo Lippel, Vicente Fontana Cardoso e Willy Soares Burger continuam como suplentes.

Outro ponto discutido durante a Assembleia foi a introdução dos meios virtuais para as comunicações e reuniões da Mútua. “Deliberamos pela ausência de necessidade de alterar o Regulamento, pois basta aplicar a nova regra do Estatuto da AMP/RS sobre essa matéria. O importante é possibilitar a maior participação possível dos associados integrantes da Mútua”, explicou Rigoni.

No final do encontro, o presidente da AMP/RS parabenizou o diretor e os integrantes do Conselho Fiscal, bem como os funcionários da Associação, pelo trabalho e dedicação aos assuntos da Mútua. João Ricardo também garantiu dar continuidade à divulgação da Mútua nas reuniões de núcleo da Associação visando novas adesões ao pecúlio que, segundo ele, “é um instrumento associativo que muito tem auxiliado as famílias dos colegas falecidos”.