Notícias AMPRS

Termina o maior evento esportivo da história do MP

Publicado em 18-11-2018



O momento mais descontraído, alegre e emocionante do XVII Torneio Nacional de Futebol Society do Ministério Público aconteceu no final da manhã deste domingo (18), no encerramento da competição. Os campeões, vices e terceiros lugares de todas as categorias receberam a premiação, dançaram, posaram para fotos, cantaram seus “hinos de guerra” e comemoraram com vontade junto às suas famílias e aos seus colegas de campo.


No comando da cerimônia esteve o coordenador técnico do evento, Renato Lopes, conhecido por todos como Camarão. “Tenho muito orgulho de ter trabalhado nesta que foi a maior competição da história do Ministério Público”, disse ele, citando alguns números: 702 atletas, 55 times e 25 delegações de todo o Brasil e mais de 500 acompanhantes. O saldo final de gols da competição fechou em 289.

Camarão chamou ao palco o presidente da Conamp, Victor Hugo Azevedo, que agradeceu a todos os presidentes de Associações do MP do Brasil pelo apoio que deram para a concretização do mesmo. “Sem esse apoio, não seria possível realizar uma atividade desta magnitude”, afirmou. Victor Hugo fez referência, também, à AMPRS e a parabenizou pelo sucesso da organização: “Mais do que uma mera competição esportiva, este Torneio é uma grande oportunidade de congraçamento entre todos nós”, disse, destinando um obrigado especial à direção do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, que sediou a disputa.

Em seguida, foi a vez do presidente da AMP/RS, Sérgio Harris, se manifestar. Visivelmente emocionado, Harris igualmente destinou agradecimentos ao Grêmio, que “além de emprestar seu Centro de Treinamento para a realização da atividade, foi um facilitador de primeira durante toda a organização do Torneio”, afirmou. Sérgio fez uma menção especial aos funcionários da AMP/RS, responsáveis pela concretização da competição: “Agradeço a todos os funcionários que, durante estes quatro anos em que me acompanharam na presidência da Associação, sempre se mostraram parceiros e eficientes na realização das tarefas que lhes eram delegadas”, disse. Harris também mencionou a competência de Camarão, da arbitragem e da comissão organizadora que, liderada pelo colega André Carvalho Leite, foi extremamente eficiente. Por fim, agradeceu a todos os presentes: “Obrigado a todos vocês que nos ajudaram a realizar o maior evento esportivo da história do Ministério Público”, concluiu.

Na sequência, começaram as entregas das medalhas e dos troféus aos campeões.
parana1.jpg

Na categoria Força Livre, o time campeão foi do Paraná, tendo São Paulo como vice e Maranhão em terceiro lugar. O goleador da categoria foi Denys Lima Rego (MA), com sete gols, e o goleiro menos vazado, com apenas dois gols, Rafael Osvaldo Machado de Moura.




sao_paulo.jpg

Na categoria Master, vitória em primeiro lugar para a seleção paulista. Em segundo, Maranhão e, em terceiro, Rio Grande do Sul. O goleador Master foi Hugo Barros (MG), com 5 gols, e o goleiro menos vazado, Luciano Gomes de Queiroz Coutinho (SP).




parana2.jpg

Super Master teve o Paraná como o grande vencedor, seguido por Santa Catarina em segundo e por Rio de Janeiro em terceiro. O goleador Super Master foi Luciano Trierweiller Naschenweng (SC), com cinco gols, e o goleiro menos vazado Rodney  André Cessel (PR), com um gol.




rs.jpg

Os gaúchos levaram o troféu de campeões da categoria Sênior. Em segundo lugar ficaram os cearenses e, em terceiro, os paulistas. Roberto Luis Oppermann Thome (RS) foi o goleador, com quatro gols, e Marcelo Orlando Mendes (SP), o goleiro menos vazado, com um gol.